lunes, diciembre 04, 2006


Numa explosão orgástica os corpos enroscaram-se tal uma conjunção estelar, as bocas uniram-se em perfeitos beijos que, talvez, nem Klimt conseguiria reproduzir, o toque leve teve o poder de fazer o tempo e o espaço pararem, não queriam sair da espelunca e sim que fosse sempre um pôr-do-sol.

4 comentarios:

carolina dijo...

esse quadro eu amo. tinha na porta do antigo quarto. tira essa frase do sbtítulo q eu to com vergoooonha!

Stephannie dijo...

Ah,mas olha só qnts estrelinhas nessas entrelinhas!Pancada na moleira.
beijinho: *

Pedro Canto dijo...

É um dos primeiros quadros que tenho lembrança, além dele significar muito pra mim fiquei ansioso pra viver o que você comentou e adicionar essas sensações no corrente momento! pegou fundo essa ai Herika, Beijos!

langeca dijo...

belo blog, lindos textos! passarei a visitá-lo sempre que puder!